Nas @ Glow In The Dark Tour




Illmatic faz 15 anos em 2009. Se você diz que é "do rap" e não tem esse disco na coleção... Let me rephrase that: Se você diz que gosta de música e não tem um exemplar em bom estado desse álbum... Tenho os 2 primeiros singles em cassete, versões brasileira, americana e japonesa em CD, a versão de 10 anos com o disco extra também. Como diria o Jasus, a porra toda.
Hoje, enquanto comprava um baleiro novo aqui pra goma, ouvia o álbum 1965 do Afghan Whigs. Não tinha percebido que o Greg Dulli menciona uma rima do Nas em Omertá. Wow! Alguém aí sabe o que Omertá signifca? Caramba, com tanta gente viciada em Sopranos, Gambinos, Genoveses... alguém deve saber o que isso significa, Pazan! É o código das ruas, rapá! a.k.a. não vi nada, não sei de nada. Essa última parte é tiração de sarro, eu nunca falo assim. Deve ser a insônia kicking in.

Up all night, again
As for sleep, no comprende
I don't sleep 'cuz sleep iz the cousin of death
At least that's what Nas said
Sleep is a state of mind


Acordado a noite inteira, de novo
Quanto ao sono, eu não entendo
Eu não durmo, pois o sono é primo da morte
Pelo menos foi o que o Nas disse
O sono é um estado da mente

Trecho de Omertá (Dulli/McCollum)

Viu como o rap pode ultrapassar barreiras de estilo (com estilo)? A atendente da Preçolândia deve ter estranhado minha alegria repentina com um pacote de frascos(baleiros) na mão, batendo palma, pedindo papel e caneta... Mas ouvir isso na voz do Greg Dulli até dá uma felicidade, como diria um amigo meu. Agora vou ver um pedaço do Coming To America e vou dormir.

3 comments:

cheryl-cali said...

illmatic is the illest. i'm in a blizzardy n.y. state of mind...it's snowing, holmes! :D coming to america?! i love that eddie and arsenio's characters chose queens to start looking for a suitable bride. lol

Otávio said...

aprendi o que é omertà no livro do godfather e a gostar de rap 'verdadeiro' com esse cd...
é, o rap não tem barreiras...
abraço, Parteum!

joaopj said...

Salve ! Ae Parteum Fmz total, primeira vez que visito seu blog, já conhecia seu som e do mzuri sana tbm, mas ae confesso que fiquei surpreso de ver esse post, citando Afgan Whigs.
Legal pra caramba quebrando barreiras. abs